Revista Página22 :: ed. 44 (agosto/2010)

É HORA DE SE ENTENDER
COMPARTILHE

EDITORIAL - Parla!

No começo, era o Verbo. Agora, a sociedade vive em plena era da informação, hiperconectada por satélites, cabos e redes sem fio. Tudo favorece o compartilhamento de ideias e de tarefas. As ferramentas conspiram a favor do diálogo.

Por diálogo, não se entenda mais uma sociedade dual, e sim feita de diversas partes interconectadas. Não são ambientalistas versus ruralistas, como faz crer a discussão sobre o Código Florestal. Não se trata mais de empregados e empregadores distanciados no organograma das empresas. Nem companhias se comunicando com o público por meio de uma ferramenta de mão única. A questão também não se limita a respeitar ou não a soberania nacional, mas pôr no jogo elementos que transpassam fronteiras. Estes são alguns dos temas explorados nesta edição.

Aqui, mostramos como a era da informação pincelou de nuances uma realidade que é mais do que sim ou não. Haja conversa para entender essa nova complexidade, lidar com ela e buscar o máximo de denominadores comuns. A dificuldade está em usar todo o aparato tecnológico disponível a favor da colaboração e do entendimento.

Nem precisa ir longe para buscar um exemplo do desafio. Enquanto as redes sociais multiplicam-se exponencialmente, uma pesquisa publicada na revista PLoS Medicine demonstrou como o isolamento entre as pessoas – um paradoxo da nossa sociedade – prejudica até mesmo a saúde. Não ter amigos faz tão mal quanto fumar ou ingerir álcool em excesso, concluíram os pesquisadores, após acompanhar 308 mil indivíduos durante mais de sete anos.

Não será apenas adicionando amigos no Facebook ou criando uma legião de seguidores no Twitter que as pessoas e, por consequência, o mundo ficarão mais saudáveis. Há uma nova cultura por formar, e ela depende do diálogo verdadeiro.

Boa leitura!

Acesso à publicação


Mais lidos

Nenhum post encontrado.